ROY BUCHANAN – THAT’S WHAT I AM HERE FOR (1973)

.

    Encerrando minha conexão auditiva em alguns de seus discos, destaco também seu terceiro trabalho solo, lançado em 1973. That’s What I Am Here For é um registro mais roqueiro e com uma pegada mais nervosa que os anteriores. Acompanhado por Dick Heintze (teclados), Billy Price (vocal), John Harrison (baixo) e Robbie Magruder (bateria), mostra um Buchanan na ponta dos cascos, mantendo suas características marcantes: riffs precisos, grandes agudos nos solos e muitos harmônicos.

    Curioso que ao contrário dos anteriores, este álbum traz apenas uma faixa instrumental (a bela “Nephesh”). De resto só sonzeira, solos raivosos e timbres berrantes extraídos de sua amiga Telecaster. Aumente o volume em “My Baby Says She’s Gonna Leave Me”, “Rodney’s Song” ou “That’s What I Am Here For” e mande seus auto-falantes para o inferno.

    Em “Roy’s Bluz” (única faixa com vocal de Buchanan) e “Please Don’t Turn Me Away” tudo parece se acalmar até que Buchanan intervém com nova saraivada de solos ensurdecedores e efeitos estratosféricos. Discaço que ainda traz versão de “Hey Joe”, dedicada a Jimi Hendrix e tocada com estilo peculiar, criando texturas sonoras de rara beleza. É a assinatura Buchanan de qualidade.

    Além destes três discos obrigatórios, Buchanan gravou outros mais pela Polydor e pela Atlantic Records antes de dar uma trégua de 4 anos na carreira, reivindicando maior liberdade em suas criações. Em 1985, assinou com a Alligator Records, alcançando a alforria que pleiteava há anos e gravou mais uma leva de grandes discos pela companhia. “When a Guitar Play The Blues” de 1985 é altamente recomendado. Qualquer hora falo mais deste disco.

.

    Reza a lenda que Jeff Beck parou de tocar com a Telecaster depois de ouvir Roy Buchanan. Se é verdade ou não, o certo é que sua admiração por Buchanan era notória, tanto que “Cause We’ve Ended As Lovers” do revolucionário álbum Blow By Blow é dedicada a ele. Nesta música, Beck bate continência ao guitarrista americano usando uma técnica criada por ele: dar um bend enquanto o volume da guitarra esta baixo e ir aumentando depois. Mestre!

.

    Sua morte sinistra ainda é um poço de mistério. Depois de ser preso embriagado após uma discussão familiar, foi encontrado morto em sua cela na manhã seguinte, enforcado em sua própria camisa. Apesar dos fatos evidenciarem suicídio, muitos ainda não acreditam nessa tese. Era 14 de agosto de 1988 e, aos 48 anos de idade, acabava tragicamente a trajetória do “melhor guitarrista desconhecido da história”.

.

SINISTER VINYL COLLECTION: ROY BUCHANAN – THAT’S WHAT I AM HERE FOR (1973)

.

ROY BUCHANAN – MY BABY SAYS SHE’S GONNA LEAVE ME

.

ROY BUCHANAN – HEY JOE

ROY BUCHANAN – HOME IS WHERE I LOST HER

ROY BUCHANAN – RODNEY’S SONG

ROY BUCHANAN – THAT’S WHAT I AM HERE FOR

ROY BUCHANAN – ROY’S BLUZ (PARTE 1)

ROY BUCHANAN – ROY’S BLUZ (PARTE 2)

ROY BUCHANAN – PLEASE DON’T TURN ME AWAY

7 respostas a ROY BUCHANAN – THAT’S WHAT I AM HERE FOR (1973)

  1. Allan diz:

    baixando………

  2. mrl-x diz:

    Obrigado Marcão pelos toques sobre Roy Buchanan

    Espero que você aprove

    Estamos esperando também a sua homenagem (embora eu já tenha
    colocado de tabela)

    Valeu!

    Dêumaespiadaaqui:

    http://www.orkut.com.br/CommMsgs.aspx?cmm=398860&tid=5225125189324996640&start=1

  3. sinistersaladmusikal diz:

    Valeu Allan e Murilo (mrl -x) por visitarem o meu blog.
    Murilo, se é pra prestar homenagem ao grande Buchanan, estamos nessa.
    Nada contra quem posta minhas resenhas nas comunidades do orkut ou em outros sites ou blogs. Desde que coloque a autoria ou um link sinistro, no problems. Aliás, isso tem acontecido direto. Agradeço a todos!
    Abraços

  4. Ricardo diz:

    Muito boa a matéria de Roy Buchanan.

    Coloque mais textos falando de Muddy Waters, J. Lee Hooker e Jhon Mayall que eu agradeço.

    Parabéns

  5. sinistersaladmusikal diz:

    Ricardo, está mesmo faltando algo deles no blog. Estou hibernando no Pólo Norte e assim que descongelar, providenciarei postagens sobre los mestres del blues. Triozinho consagrado, com discos altamente recomendados… Aguarde!!

  6. Caio Fernandes diz:

    Pesquisando no Google encontro esta bela matéria sobre Roy Buchanan, um dos grandes mestres da guitarra na história do blues. E os vídeos são uma interessante fonte de pesquisa para melhor conhecer seus discos e sua obra. Fico no aguardo de mais artigos sobre os outros discos deste genial guitarrista. E faço questão de deixar os meus parabéns pelo blog de excelente qualidade e os meus votos para que continues com disposição em trazer a boa música até nós. Grande abraço.

  7. sinistersaladmusikal diz:

    Obrigado pelas palavras, Caio. É muito bom ler isso.
    Pode deixar que vou me esforçar, na medida do possível, pra manter o blog atualizado.
    Abração

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: