CANNED HEAT – HALLELUJAH (1969)

    Hallelujah, lançado em julho de 1969, é o último álbum com a formação que marcou época e conquistou o coração dos fãs: Bob Hite (vocal, gaita), Alan Wilson (guitarra, piano, gaita, vocal), Larry Taylor (baixo), Henry Vestine (guitarra) e “Fito” de la Parra (bateria). Se não fez o mesmo sucesso que os registros anteriores e nem mesmo emplacou um grande hit, com certeza  não foi por falta de qualidade. Gosto muito deste que foi o meu primeiro disco da banda, adquirido no começo dos anos 80, numa edição nacional que anunciava na capa – belíssima, por sinal – o boogie lunático de “Poor Moon” como faixa bônus.

 

    Item indispensável, traz o bom e velho blues-rock acelerado pela pegada nervosa da banda que trabalha arranjos envenenados, mergulhados em oceanos de psicodelia. A cada onda sonora são revelados compassos alternados, mudanças no andamento, distorções, levadas tortas e dissonantes, mostrando as tendências da banda. A cozinha comandada por Fito e Taylor, está em máxima sintonia, criando uma unidade sonora perfeita, com os dois tocando muito. Alan Wilson brilha mais uma vez, empregando belos arpejos de gaita e abrindo novas fronteiras para o instrumento. Sua gaita extremamente distorcida marca presença na maioria das faixas.

 

    Outro fator importante é o equilíbrio fantástico entre Hite e Wilson que dividem os vocais irmanamente, cada qual com suas características. O primeiro, é um poço de energia, com sua voz áspera e poderosa, expelindo um evidente sentido de humor nas interpretações. O segundo exala um timbre de voz agudo e débil, num misto de fragilidade e timidez, como mostram as essênciais “Change My Ways”, “Time Was” ou “Do Not Enter”. Um falsete fantasmagórico que lembra o de Skip James, um bluesman do Delta Blues. 

 O frontman Bob “The Bear” Hite

.

    Contando com convidados especiais como Mark Naftalin e Ernest Lane (Piano), Mike Pacheco (bongos e congas), Elliot Ingber, Javier Baitz e Skip Diamond (vocais de apoio), o LP exibe um apanhado de belas composições, num passeio revigorante pelas vias do blues, do boogie-woogie e do rock’n’roll. “Same All Over” inaugura as festividades, trazendo o vocal cortante de Hite aliado aos animados vocais de apoio, incendiando as estruturas do blues. “Canned Heat” é tão inebriante quanto um galão de bebida barata, com Hite passeando com sua voz rasgada em meio a malha sonora deflagrada pela trupe. Henry Vestine se destaca não só neste, mas em outros temas, destilando solos encharcados de efeitos e distorções ensurdecedoras (“Get Off My Back” está aí para comprovar o que eu digo).

 

    “Time Was” é tão boa que seria capaz de escutá-la cem vezes seguidas, sem reclamar. Aquele vocal agudo e desencanado de Wilson, a cozinha quebrando tudo e criando brechas para o mergulho da guitarra de Vestine, são tentativas perfeitas para desconstruir um blues com dignidade. “I’m Her Man” (com participação de Mark Naftalin nos teclados) é um boogie no melhor estilo Canned Heat, com harmônica e guitarras no comando das ações. “Sic ‘Em Pigs”, escrita por Booker T. White e Bob Hite, tem uma sonoridade estranha, efeitos sonoros grotescos e muita tiração de sarro pra cima dos policiais. Tem ainda “Big Fat” de Fats Domino, composição dos anos 50, adaptada por Bob Hite para os padrões Canned Heat, num boogie com guitarras pesadas e harmônica possante, aqui tocada pelo amigo “Urso”… Que grande disco!

.

    Vale aqui uma nota: em 1969 a banda gravou também o álbum Live At Topanga Corral. Diferentemente do que o título sugere, as gravações foram, na verdade, realizadas durante um concerto no Kaleidoscope Club. Obrigados por contrato a liberarem um álbum para a gravadora Liberty, a banda e o produtor Skip Taylor inventaram essa história, dizendo que as gravações foram feitas entre 66 e 67 em Topanga Corral. O disco saiu em 1971 e foi reeditado depois com o título “Live At The Kaleidoscope, 1969”. Era a banda estreando uma nova categoria para a música: o “contrabando-blues”. Castiga!

.

Cartaz do Festival de Woodstock   

.

    Poucos dias após o lançamento de Hallelujah, tensões entre Larry Taylor e Henry Vestine culminaram com a saída momentânea do guitarrista. Vestine só retornaria à banda no final de 1970 (o entra e sai continuaria nas décadas seguintes) para gravar o fabuloso álbum duplo Hooker ‘n Heat, parceria do Canned Heat com a lenda do blues John Lee Hooker. Sobre este disco obrigatório eu falo em outra ocasião. Voltando a julho de 69, em meio a apresentações no Filmore West, a banda recruta o talentoso guitarrista Harvey Mandel, um músico de Chicago que já havia trabalhado com Charlie Musselwhite, Freddie Roulette e John Mayall. Seu disco de estréia, Cristo Redentor, lançado em 68, havia revelado aos mortais uma das sete maravilhas do mundo. Com o novo guitarrista a banda se apresentou no Fillmore West, em San Francisco, no final de julho, e partiu para aquele que seria o maior festival de rock de todos os tempos: o lendário Woodstock.  

 

    Realizado em uma fazenda em Bethel, Nova Iorque, entre os dias 15 e 17 de agosto de 69, atraiu mais de 500 mil pessoas nos três dias de eventos. Além do Canned Heat, marcaram presença alguns dos grandes nomes da música da época: The Incredible String Band, Keef Hartley Band, Santana, Mountain, Janis Joplin, Grateful Dead, Creedence Clearwater Revival, Sly & the Family Stone, The Who, Jefferson Airplane, Joe Cocker, Country Joe and the Fish, Ten Years After, The Band, Blood, Sweat & Tears, Johnny Winter, Crosby, Stills, Nash & Young, Paul Butterfield Blues Band, Jimi Hendrix, entre outros. No mínimo, sensacional.  

Faixas: 01. Same All Over / 02. Change My Ways / 03. Canned Heat / 04. Sic ’em Pigs / 05. I’m Her Man / 06. Time Was / 07. Do Not Enter / 08. Big Fat (The Fat Man) / 09. Huautla / 10. Get Off My Back / 11. Down In The Gutter, But Free / Bônus (2001 CD release) 12. Time Was (Single Version) / 13. Low Down / 14. Poor Moon / 15. Sic ‘Em Pigs (Single Version)

 .

CANNED HEAT – SAME ALL OVER

 .

 .

CANNED HEAT – SAME ALL OVER

.

.

CANNED HEAT – CHANGE MY WAYS

.

.

CANNED HEAT – CANNED HEAT

 .

 .

CANNED HEAT – SIC’ EM PIGS

.

.

CANNED HEAT – I’M HER MAN

.

.

CANNED HEAT – TIME WAS

.

.

CANNED HEAT – DO NOT ENTER

.

.

CANNED HEAT – BIG FAT

.

.

CANNED HEAT – HUAUTLA

.

.

CANNED HEAT – DOWN IN THE GUTTER, BUT FREE

.

.

CANNED HEAT – LOW DOWN

.

.

CANNED HEAT – POOR MOON

.

.

CANNED HEAT – WOODSTOCK BOOGIE (LIVE WOODSTOCK)

.

.

CANNED HEAT – GOING UP THE COUNTRY (LIVE WOODSTOCK)

.

.

FATS DOMINO – THE FAT MAN

.

8 respostas a CANNED HEAT – HALLELUJAH (1969)

  1. Hélio Soares Pereira diz:

    Bicho, boa época aquela. Sem relógio, sem patrão,
    nem documento, sempre de carona. Tínhamos até fãs! Incrível como eles faziam questão de trocar suas roupas caríssimas pelas nossas, simples e desfiadas, manchadas ou desbotadas. Era, realmente, um relax que muitos invejavam, na tranquilidade em falar, saber ouvir, concentrar-se num mundo sem guerra, onde as cores tinham vida e a música era para ser curtida. Nada de sujeira nem cuca fundida.

  2. sinistersaladmusikal diz:

    Maravilha!!

  3. Valdeck diz:

    Meu irmão…………..
    Do C%@#%¨* esse Blog!!!!!!!!!!
    Parabéns!

  4. sinistersaladmusikal diz:

    Obrigado, cara! Canned Heat rules!

  5. ade diz:

    only 11 tracks, not 15 as shown

  6. sinistersaladmusikal diz:

    Sorry. I always change the links when I see that are not working. This time I changed the link down (with bonus tracks) for other assets (without bonus tracks). Unfortunately, it was found that the link available on the Internet. Sorry again.
    Hugs

  7. john diz:

    Hello! interesting site!

  8. sinistersaladmusikal diz:

    Thank you. Continue following the blog.
    hug

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: