SINISTER VINYL COLLECTION: MANTIS – TURN ONTO MUSIC (1973)

Artista: Mantis

País: Fiji

Álbum: Turn Onto Music

Ano de gravação / lançamento: 1973

Nota: Acho que nem dá para incluir que este play na série “Cláaaaassicos da Obscuridade Musical” … tá mais para “Obscuridades Obscuras do Obscurantismo Musical”, hehe. Mas é sonzeira total!

O nome da banda é Mantis, oriunda da cidade de Suva, capital e principal centro cultural e turístico das ilhas Fiji. O enigmático quinteto formado por Joe Heritage (baixo e vocal), Waisea Vatuwaga (guitarra e vocal), Ronnie Sammuel (teclados), Paul Stephan (bateria) e Reuben Davui (percussão) fixou residência em Wellington, Nova Zelândia, e gravou este único registro, em 1973, intitulado Turn Onto Music. O som é uma mescla de rock, funk e psicodelia aliado a uma vibe nativa caliente e superdimensionado por aquilo que costumo chamar de el groove terrible.

Reza a lenda que esta preciosidade foi lançada à época apenas na NZ, com tiragem limitada de 300 cópias e hoje é um dos discos mais raros daquele país. Santa obscuridade! No Lado A, covers embasbacantes e ensolaradas de “Day & Night” (The Wackers), “In the Midnight Hour” (Steve Cropper & Wilson Pickett), “You Don’t Love Me” (Willie Cobbs), “Mississippi Queen” (Mountain) e “Shake That Fat” (Jo Jo Gunne).

Já o Lado B abre com a pulsante faixa-título e sua porção black power irradiando negritudes. Me vem à mente maravilhas mil como Billy Preston, The Blackbyrds ou Sly & Family Stone. E para fechar o álbum, a autoral “Island Suite” com seus 22 minutos de duração, fragmentada em 3 partes: “Firewalker”, “Back at the Village” e “Hurricane Bebe”. Maior viagem astral: é Santana em estado bruto convidando los nativos para fazer um sarau musical imaginário em alguma ilha paradisíaca perdida no Pacífico. Simplesmente um furação sonoro com fuzz, wah wah, power chords, theremin e percussão em proporções vulcânicas. Sensacional!

Um discaço desses merecia mesmo esta edição clandestina caprichada, made Nova Zelândia, com direito a vinil blue e selo swirl da Vertigo. Que maravilha! É nesses garimpos selvagens, em terreno desconhecido, que dá orgulho de ser um bolha sinistro, caquético e rastejante em busca do bootleg perdido. Castiga!

Músicos: Joe Heritage (baixo e vocal), Waisea Vatuwaga (guitarra e vocal), Ronnie Sammuel (teclados), Paul Stephan (bateria) e Reuben Davui (percussão).

Produção: Ed Morris / engenharia de som: Michael Grafton-Green

Capa: sem créditos

Gênero: Rock / Rock Psicodélico / Acid Rock / Funk Rock

Selo: Vertigo / 6414 851 (vinil azul)

Prensagem: Nova Zelândia

Lado A: 01. Day & Night / 02. In the Midnight Hour / 03. You Don’t Love Me / 04. Mississippi Queen / 05. Shake That Fat

Lado B: 01. Turn Onto Music / 02. Island Suite (a. Firewalker / b. Back at the Village / c. Hurricane Bebe)

MANTIS – TURN ONTO MUSIC (1973) [álbum completo]

MANTIS – DAY & NIGHT

MANTIS – IN THE MIDNIGHT HOUR

MANTIS – YOU DON’T LOVE ME

MANTIS – MISSISSIPPI QUEEN

MANTIS – SHAKE THAT FAT

MANTIS – TURN ONTO MUSIC

MANTIS – ISLAND SUITE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s