CASTIGA #2: ALGUMAS AQUISIÇÕES (SETEMBRO / 2022)

Vídeo ligeiro com algumas aquisições vinílicas que chegaram em setembro no antro-bolha. Vou tentar postar pelo menos um vídeo por mês, sempre mostrando algum lote recém-adquirido ou itens bacanas do acervo sinistro. 💸

Neste aqui exibo as capas, contracapas, encartes e os selos de 10 LPs e 6 compactos que vieram da @gomagringa e da @psicobrdiscos. Gravei as imagens ao abrir as encomendas, logo que chegaram, mas só hoje é que rolou a edição do vídeo. 💸

Afora os álbuns do Pharoah Sanders e do argentino Alejandro Cares, todos os outros ítens são de artistas nacionais. Na trilha sonora, a música “Do Mississipi ao São Francisco (Pifunk com Malta), do músico curitibano Otto Nascarella, vulgo Nasca. É isso aí! Salve, salve as falências primaveris. Castiga! 💸🎶💎🔥🤑✌️🌺

📀 LPs:

01. Floating Points, Pharoah Sanders & The London Symphony Orchestra – Promises (2021); 02. Luis Vagner – Simples (1974); 03. A Espetacular Charanga do França – Nunca Não é Carnaval (2021); 04. Letieres Leite & Orkestra Rumpilezz – Moacir de Todos os Santos (2022); 05. Zé Manoel – Do Meu Coração Nu (2021); 06. BaianaSystem – O Futuro Não Demora (2019); 07. Nasca – Supersimetria (2016); 08. Cátia de França – Hóspede da Natureza (2016); 09. Kiko Dinucci – Na Boca dos Outros (2009); 10. Juçara Marçal – Delta Estácio Blues (2021).

📀 Compactos (7”):

11. Alejandro Cares – Ritmos Clasicos (2020); 12. Escambau – Eléctrico (2019); 13. Novos Baianos (1970 / 2015); 14. Tom Zé – Tribunal do Feicebuqui (2014); 15. Leif’s – Fobus in Totum (1970 / 2014); 16. Momento 68 – 1-3-4 O’clock (2000).

CASTIGA #2: ALGUMAS AQUISIÇÕES (SETEMBRO / 2022)

CASTIGA #1: 50 BOOTLEGS DO FRANK ZAPPA

Hello, people! Estreando o “CASTIGA!” aqui no Sinister Salad Musikal, que vai mostrar em vídeos alguns discos do acervo sinistro. 🏴☠️

Pra começar a brincadeira, mais 50 bootlegs do Zappa para a coleção. Estas belezinhas vieram de um garimpo astral, em São José dos Campos. Fiz este vídeo ligeiro de aproximadamente 4 minutos e utilizei a música “Muffin Man” para mostrar as capas, contracapas e os selos dos álbuns. Castiga! 🏴☠️

Uma seleção de boots extremamente raros como o Pig Music (250 cópias / vinil marrom translúcido), State Farm Theatre 1974 (400 cópias / 2 LPs vermelhos), Igor’s Transylvanian Ballet Music (500 cópias / vinil mármore cinza), Down Under (500 cópias / 2 LPs amarelos), Sous Les Pavés, La Plage (300 cópias / vinil branco), The Complete BBC TV Broadcast (300 cópias / 2 LPs azul e roxo + CDr), King Biscuit Flower Hour (única cópia para DJ, de 1983), Rutabaga (105 cópias), Road Tapes Venue #1/1 e #1/2 (150 cópias cada / LPs vermelho e marrom), Austin 26 Oct 1973 (200 cópias, 2 LPs vermelhos) ou Halloween 1972 (vinil multicolorido, apenas 26 cópias). 🏴☠️

Discos piratas que eu nunca tinha visto como Fred Zappelin (duplo de 1980), Easy Meat (1980), Vitamin Deficiency (duplo de 1979), Uncle Penguin (sem data), Pygmy Pony (1976), Wax Flags (duplo de 1977), Miami Matinée Vol. II (1987), Heavenly Bank Account (duplo de 1987) ou Not Just Another Zappa Record (1984). 🏴☠️

E também sonhos vinílicos antigos tipo Pappa Zappa (duplo de 1976), Dead Girl of… Glasgow (1979), Rotterdam 80 (1980), Trick Or Treat (1989), Marvellous Stunner (sem data), The Untouchables (duplo de 1988), All You Need Is Glove (duplo de 1991), Pink Floyd Meets FZ (2007) ou o Fire! (em picture disc, com músicas gravadas no Cassino de Montreux, em dezembro de 1971, na noite do famoso incêndio citado no clássico “Smoke on the Water” do Deep Purple), entre outros. 🏴☠️

De todos os lotes adquiridos nas minhas andanças de bolha sinistro, este foi um dos que mais me trouxe satisfação. Buenas, estou falido mas feliz da vida e pronto para novos garimpos nos sebos empoeirados da vida. Agora são 155 LPs do mestre na coleção, fora os CDs. Zappa rules! 🏴☠️

CASTIGA #1: 50 BOOTLEGS DO FRANK ZAPPA