SINISTER VINYL COLLECTION: ROY BUCHANAN – ROY BUCHANAN (1972)

Agosto 28, 2012

Artista: Roy Buchanan

País: United States

Álbum: Roy Buchanan

Ano de gravação / lançamento: 1972

Músicos: Roy Buchanan (guitarra e vocal), Chuck Tilley (vocal), Dick Heintze (órgão e piano), Teddy Irwin (guitarra rítmica), Pete Van Allen (baixo) e Ned Davis (bateria).

Produção: Peter K. Siegel

Direção de arte: Ron Nackman / fotografia: Bob Gruen

Gênero: Blues / Blues Rock / Electric Blues / Country Rock

Selo: Polydor / PD 5033

Prensagem: United States

Lado A: 01. Sweet Dreams / 02. I Am a Lonesome Fugitive / 03. Cajun / 04. John’s Blues / 05. Haunted House

Lado B: 01. Pete’s Blue / 02. The Messiah Will Come Again / 03. Hey, Good Lookin’

Resenha + vídeos: ROY BUCHANAN – ROY BUCHANAN (1972)


ROY BUCHANAN – ROY BUCHANAN (1972)

Junho 4, 2008

.   Trafegando pelas vias do blues, ando gastando a agulha da pick-up nos LPs de Roy Buchanan. Tido como “o melhor guitarrista desconhecido do mundo” e eleito pelas revistas Guitar Player e Rolling Stone como um dos 100 melhores guitarristas da história, este músico americano continua me impressionando a cada nova audição. Do fundo de minha coleção de discos, diria sem medo de errar: Buchanan foi um dos grandes heróis do blues em todos os tempos. Quem não conhece, não sabe o que está perdendo…

.   Figura fácil no circuito musical da época, Buchanan percorreu os Estados Unidos e o Canadá, tocando com vários músicos e grupos desconhecidos no final dos anos 50 e por toda a década 60. No início dos anos 70, gravou com o Snakestretchers, assumindo o papel de band-leader da trupe.

.   Combinando estilo e técnica singulares a um feeling de arrepiar, acabou conquistando fãs famosos como John Lennon, Eric Clapton e Jeff Beck. Mick Jagger, inclusive, o convidou para ingressar nos Rolling Stones em substituição ao guitarista Brian Jones, demitido da banda em junho de 1969 (um mês depois, Jones foi encontrado morto, boiando na piscina de sua casa). Buchanan negou o pedido, preferindo a liberdade artística e a distância da fama. Assim era Buchanan…

.   Em 1972, depois de ser homenageado com um documentário na tv, firmou contrato com a Polydor e lançou-se como artista solo, gravando pela companhia álbuns memoráveis e pra lá de recomendados. Sua estréia na gravadora veio com um disco homônimo que contava com o entrosamento e a camaradagem dos parceiros da antiga banda: Ned Davis (bateria), Dick Heintze (piano/orgão), Teddy Irwin (guitarra rítmica), Chuck Tilley (vocal) e Pete Van Allen (baixo). Buchanan simplesmente abusa de sua Fender Telecaster, impondo uma combinação explosiva de blues, rock e r&b. Divino maravilhoso!

.   “Sweet Dreams”, “Cajun”, “John’s Blues” e “Pete’s Blue” são faixas instrumentais de arregaçar a alma. A veia country também está presente nas canções “I Am Lonesome Fugitive”, “Haunted House” e na versão do clássico  “Hey, Good Lookin”, de Hank Williams, todas interpretadas por Chuck Tilley. Mas é na faixa “The Messiah Will Come Again” (com vocal do próprio Buchanan) que dá para entender por que o descreviam como um guitarrista que fazia sua guitarra chorar… fantástico!

SINISTER VINYL COLLECTION: ROY BUCHANAN – ROY BUCHANAN (1972)

.

ROY BUCHANAN – SWEET DREAMS

.

ROY BUCHANAN – I AM A LONESOME FUGITIVE

ROY BUCHANAN – CAJUN

ROY BUCHANAN – JOHN’S BLUES

ROY BUCHANAN – HAUNTED HOUSE

ROY BUCHANAN – PETE’S BLUE

ROY BUCHANAN – THE MESSIAH WILL COME AGAIN

ROY BUCHANAN – HEY, GOOD LOOKIN’


ROY BUCHANAN – SECOND ALBUM (1973)

Junho 4, 2008

.

    Se o primeiro é excelente, este Second Album então nem se fala. Lançado em 1973, trazia pequenas alterações no line-up do álbum anterior, como a entrada de Don Payne substituindo Pete Van Allen nas linhas de baixo e Jerry Mercer nas baquetas no lugar de Ned Davis (que só colabora na emotiva “She Once Lived Here”). Mais uma seleção de faixas instrumentais e solos sensacionais, comprovando quem é o mestre da Telecaster.

.

    “Filthy Teddy”, “I Won’t Tell You No Lies” (com belo trabalho de teclados de Dick Heintze) e “Tribute To Elmore James” são as provas definitivas que tocar com sentimento era uma de suas fortes qualidades. Outra boa pedida fica por conta da clássica “Treat Her Right”, de Roy Head, abrindo o lado B do vinil, numa versão fulminante para botar fogo nas festividades.

    Mas os destaques ficam por conta das intensas “After Hours” e “Five String Blues”, com Buchanan injetando timbres agudos ensandecidos e descarregando aqueles efeitos característicos de sua companheira de 6 cordas. Uma dica é escutar estas duas faixas com a mão segurando o queixo… pirotecnia pura a serviço dos bons sons!

SINISTER VINYL COLLECTION: ROY BUCHANAN – SECOND ALBUM (1973)

ROY BUCHANAN – SECOND ALBUM (1973) [álbum completo]

ROY BUCHANAN – FILTHY TEDDY

ROY BUCHANAN – AFTER HOURS

ROY BUCHANAN – FIVE STRING BLUES

ROY BUCHANAN – THANK YOU LORD

ROY BUCHANAN – TREAT HER RIGHT

ROY BUCHANAN – I WON’T TELL YOU NO LIES

ROY BUCHANAN – TRIBUTE TO ELMORE JAMES