MUSIC – MUSIC (1971)

Novembro 29, 2009

    Falando em novas aquisições, outra bela dica do Big Papa foi este Music, álbum homônimo da banda liderada pelo músico e compositor americano Buzzy Linhart (vocal, guitarra rítmica, vibrafone, percussão). O combo agregava o guitarrista Doug Rodrigues (Santana), o batera John Siomos (Todd Rundgren, Rick Derringer, Peter Frampton) e o baixista Douglas H. Rauch (Santana, John McLaughlin, Billy Cobham…) que também faz o solo de guitarra na faixa “Mothers Red Light”. Mark Klingman (Bette Midler, Todd Rundgren, Johnny Winter…) encorpando os arranjos com piano e órgão e ainda David Bromberg dobrando a guitarra na faixa “Kilpatrick’s Defeat” também participam das gravações. 

    O álbum que descolei é o original, lançado em 1971 através do selo Eleuthera e distribuído pela Buddah Records. Segundo consta, a gravadora não ofereceu o apoio necessário aos músicos e o grupo acabou. Logo na seqüência, o disco foi relançado pela estampa Kama Sutra (também subsidiária da Buddah) com o título Buzzy Linhart is Music, num álbum duplo reunindo este trabalho e também o seu primeiro disco individual intitulado Buzzy e lançado pela Phillips em 1969 (só para constar, a banda de apoio nessa estréia de Buzzy se chamava Eyes Of Blue e contava com John Weathers, futuro batera do Gentle Giant). Com relação à parte gráfica, é curioso notar que além de tornar-se um álbum solo de Buzzy, a foto do centro da capa também foi modificada: ao invés da imagem com os 4 integrantes do Music, o que aparece na edição dupla é apenas o rosto de Buzzy.

    Buenas, na minha coleção o bolachão vai ficar ali na seara do rock setentista. É portanto o único registro do Music, trazendo toda a bagagem musical de Buzzy, acumulada desde os tempos marginais, no início dos anos 60, quando iniciou sua participação na cena folk de Nova York. A gravação do disco foi feita nos estúdios Electric Lady em NYC e a produção/engenharia de som tem as mãos de Eddie Kramer, o mesmo que no decorrer da carreira desenvolveu trabalhos com Led Zeppelin, John Mayall, Jimi Hendrix, Kiss e uma pá de bandas e artistas.

    Estou escutando o danado agora e o som que sai das caixas é realmente espetacular. Ótimo trabalho da turma e que melhora a cada nova audição, mostrando uma banda coesa que mandava ver num pop-rock clássico, consistente, de punch groveado e com o peso na dosagem certa. 

Buzzy Linhart em NYC: curtindo a vida adoidado  

    Nota-se um som muito bem elaborado, animado e com toques de guitarra bem bacanas (“Talk About A Morning” ou “Searchin”). Em faixas como “You Got A Reputation”, “Time To Go” ou “Kilpatrick’s Defeat” a aura folk-rock marca presença, trazendo à memória os tempos de sua antiga banda, The Seventh Sons. Outra boa pedida é a música “If You Love Me” que abre o lado B do LP e que, com certeza, eu já havia escutado em algum antro bolha e inexplicavelmente ficou perdida em algum canto empoeirado do passado. 

    Deste belo disco, achei no You Tube um vídeo de “That’s The Bag I’m In” que considero o grande destaque do álbum, num tema composto pelo velho parceiro de Buzzy, o cantor e compositor americano de folk Fred Neil. Aqui a levada é acústica, sem o peso que caracteriza a gravação contida no LP, e ainda com direito a  flautinha pra lá de estilosa. Também encontrei outro vídeo empoeirado, com Buzzy e companhia Ltda tocando a faixa “You Got A Reputation” em grande estilo e numa levada mais próxima do hard rock. Dois biscoitos finos! 

    No cômputo geral, Buzzy acumulou nestes anos todos alguns discos individuais, participações em trilhas sonoras e colaborações em álbuns de artistas como Buffy Sainte-Marie, Richie Havens, Carly Simon, Cat Mother & the All Night Newsboys e Jimi Hendrix (tocando vibrafone na faixa “Drifting” do álbum Cry of Love). Sua composição mais conhecida é “Friends”, parceria com o tecladista Mark Kingliman, sucesso na voz de Bette Midler e regravada por outros intérpretes. Buzzy também atuou em filmes, além de estrelar programas e séries para a tv, trabalhando ao lado de astros como o comediante Bill Cosby.

    Hoje, aos 65 anos de idade, o senhor Buzzy Linhart se locomove com a ajuda de uma cadeira de rodas devido a problemas degenerativos nos joelhos. Mas se você pensa que este fã confesso de Ravi Shankar e Bob Dylan entregou os pontos, fique sabendo que ele continua escrevendo, gravando e tocando seus projetos da melhor forma possível. E dizem as boas línguas que um novo disco de inéditas pode pintar no pedaço em breve. É o velho Buzzy tramando mais um lançamento no teritório dos bons sons. Manda ver!  

Faixas: 01. That’s the Bag I’m In / 02. You Got a Reputation / 03. Time to Go / 04. Talk About a Morning / 05. If You Love Me / 06.  Everybody’s Got / 07. Don’t You Know / 08. Mother’s Red Light / 09. Kilpatrick’s Defeat / 10. Searchin’

BUZZY LINHART – THAT’S THE BAG I’M IN (CLIQUE DUAS VEZES PARA VER O VÍDEO NO YOUTUBE)

BUZZY LINHART – YOU GOT A REPUTATION (CLIQUE DUAS VEZES PARA VER O VÍDEO NO YOUTUBE)

BUZZY LINHART – FRIENDS

Anúncios